Que tal comer com a caneta?

23 10 2008

Era só o que faltava! Imagina, entre umas frases escritas e outras, uma garfada! Só deve-se tomar cuidado pra não voar dejetos no papel.

Agora só falta inventarem uma capa de controle-remoto com os talheres acoplados. Aí fecha… pra trabalhar e assistir televisão comendo, só faltava isso!

name of design : din-ink
design by : andrea cingoli + paolo emilio bellisario + cristian cellini + francesca fontana from italy

designer’s own words:
Turn your favourite office tool from your desk in a common cutlery…this is din-ink. A set of pen caps, including a fork-cap, a knife-cap and a spoon-cap, that replaces the normal pen cap during lunch time! All caps are made by annually renewable resources, like natural starch and fibres, to be 100% biodegradable and atoxic, warranting the best alimentary use. Dispensing each set in a compostable packaging the whole set is designed to respect the environment. Now give your office ballpoint pen a good excuse to be gnawed by your teeth: use them for din-ink.





Luz e som, é pra já!

25 09 2008

Buenas!

Primeiramente peço desculpas aos meus leitores pelo tempo que fiquei ausente, sem postar nada… estou Arquitentando um empreendimento pessoal, montando uma empresa do zero, o que está sendo muito desafiador, e consequentemente, totalmente tomador do meu tempo… mas voltei!

E no espírito “coisas legais”, encontrei essa luminária de parede (ou poste) que vem com som junto, não é fantástica?

A luminária Oluce Ibiza de Francesco Rota mistura luz e som com muito design. Alto-falantes embutidos nas peças, dão um visual modernoso e ainda garantem qualidade sonora em qualquer ambiente. Ela pode ser usada em interiores e exteriores, permitindo inúmeras formas de decoração.

Tanto estilo tem preço. E não é pouco. Dependendo do tamanho (P, M e G), cada peça custa entre 414 e 460 libras.





Exposição “Mestres da Obra”

8 08 2008

Hoje cedo na rádio CBN, na coluna do Gilberto Dimenstein, foi divulgada uma exposição que está acontecendo na região da Santa Cecília, em São Paulo. É uma exposição diferente.

Operários em obras da construção civil têm a oportunidade de mostrar seus talentos não só com a pá e o concreto, mas também com outro tipo de arte. Aquela arte que se admira, que permite inclusão, divulgação, valorização desta sofrida classe.

Entrei no site do Dimenstein e coletei algumas imagens:

A matéria pode ser lida aqui:
http://www1.folha.uol.com.br/folha/dimenstein/cbn/m_sp_index.shtml





Bazaar D&D

6 08 2008

Começa amanhã, e vai até dia 7 de setembro, no shopping D&D, um bazar com super ofertas. Vale apena conferir!

Clique para ampliar...





TV Casa

21 07 2008

Achei muito legal essa seção do site Casa.com.br que tem vários videos. Dá pra perder (ou ganhar) um bom tempo assistindo cada um dos videos. São videos que dão dicas sobre reformas, estilo, decoração e design, além de análise de projetos e tendências, passando inclusive sobre dicas gastronômicas.

http://casa.abril.uol.com.br/video/

Vale a pena!





Mochila-bike ou bike-mochila?

18 07 2008

Em alguns lugares do globo, projetistas entusiastas andam preocupados em desenvolver um modelo de mochila (ou seria de bike?) que possa ser facilmente transportada (ou seria utilizada?) de um canto para outro, nas costas (ou no chão, sobre rodas?)…

Bom, sendo mais específico, o designer Chang Ting Jen ficou conhecido nos maiores sites, blogues, zines de design com essa idéia meio maluca, mas que está na International Bicycle Design Competition, com o nome de Backpack Bicycle. A bike é completamente dobrável e vira uma mochila de 60 cm. Pode ser levada para qualquer lugar. Segundo Jen, o protótipo pesa 5,5 kilos e o produto pode ficar ainda mais leve se algumas partes forem desenvolvidas em plástico.

 Clique para ampliar

O público alvo são viajantes e trabalhadores que usam bike para o transporte no dia-a-dia, que possam encontrar problemas para estacionar a magrela ou para quem usa a bike para percursos combinados com trens, metros, barcos e ônibus.

Clique para ampliar

Clique para ampliar

Com jeitão de conceitual, a bike de Jen ainda parece longe de chegar às lojas. Mas é bem mais charmosa que a já existente no mercado. Com preço de US$ 250 (segundo loja online) e feita em alumínio, a outra bike dobrável também pesa pouco, cerca de 12 libras, e já é um adianto na facilidade de transporte em aviões, trens e metrôs em relação às biciletas não-desmontáveis. Mas ainda é um trambolho que tem de ser empurrado e tem rodinhas muito pequenas. Detalhe: quanto menores as rodas, mais desafiantes e perigosos são os buracos nas ruas e calçadas, por menores que sejam.

Clique para ampliar

Potencialmente mais leve que as duas outras bikes, está a criada pelo estudante inglês Phil Bridge. É uma bicicleta de papelão. A produção poderia ficar bem muito mais barata, o que dá imediatamente mais pontos na escala dos projetos ecologicamente corretos. Mas ainda há muito a desenvolver no desenho, segundo Bridge. A bike de papelão voltou para a prancheta.

Clique para ampliar

Clique para ampliar





Escolas de marcenaria (hobby)

14 07 2008

Neste sábado estive fazendo orçamento de alguns móveis lá pro apê. O Sr. Luis Nakata, empresário e marceneiro da Nak Móveis foi até mim e meu pai, quando meu pai comentou que ouviu dizer sobre um local na região da Aclimação onde você pode aprender o básico da marcenaria, e depois pode usar o aprendizado e o ambiente da escola para fabricar seu próprio móvel, e claro, levá-lo para casa.

Achei a idéia o máximo. Tanto que hoje cedo, entrando na internet, uma das primeiras coisas que saí a procurar foi algo sobre tal tipo de negócio.

Como não existe nada que o Google não encontre, obviamente com uma pitada de palavras-chave adequadas encontrei logo de cara aquela marcenaria a qual suponho que meu pai se referia: Madeira Viva.

Aí na onda da Madeira Viva encontrei mais duas marcenarias-escola. A CTT, que fica na região da Lapa, e a Curso Hobby de Marcenaria, mais na região central, na Rua do Glicério.

Quando eu tiver maiores informações sobre os cursos, seus custos, e puder fazer um comparativo, podem ter certeza que postarei aqui. Acompanhem 🙂





Está lançado o iPhone 2.0

11 07 2008

Infelizmente esta notícia não é muito feliz para nós, pobres mortais tupiniquins menos abastados. Entretando por se tratar de um objeto de desejo de muitos, inclusive meu, e que como muitos não vê a hora deste fabuloso gadget chegar aqui no Brasil, resolvi postar na seção “wishlist” esta chamada.

É que hoje, dia 11 de julho de 2008, começam as vendas do novo modelo do iPhone 3G nas lojas da Apple e AT&T em uma lista mais do que restrita de países “oficiais”.

Tal aparelho, lançado a um pouco mais de um ano (29 de junho de 2007), e o qual raramente vemos nas mãos de alguns brasileiros, não contava com suporte de softwarehouses para aplicativos, iTunes WiFi, GPS e conexão 3G.

A memória do “brinquedo” também teve um up. Antes fabricado de 4 e 8 Gigas, na nova versão conta com 8 (US$ 199) e 16 (US$ 299) Gigas. O corpo que era de metal cromado na parte traseira, na nova versão é de um tipo de acrílico black piano. Outras características mais técnicas podem ser conferidas no site da Apple.

Caso pretenda adquirir a nova versão do iPhone nos EUA e trazer para o Brasil, você até pode. Mas você terá que pagar uma taxa de US$ 400 para sair com ele da loja sem ativa-lo, além de torcer para sair um desbloqueio da versão do firmware 2.0.

Se você não está afim de correr esse risco todo, você pode também esperar as regras a serem definidas pelas operadoras locais. No site da Claro já existe um pre-cadastro para usuários interessados em comprar o aparelho, que segundo tais operadoras, está previsto para chegar ainda no segundo semestre deste ano.

Enquanto isto não acontece, aproveite para apreciar algumas imagens do novo aparelho:

Clique para ampliar
Clique para ampliar
Clique para ampliar
Clique para ampliar
Clique para ampliar




Dinosaurs and Robots

1 07 2008

Vá para o site

O Dinosaurs and Robots é um blog gringo que procura mostrar o lado retrô nas coisas de hoje em dia. Não exatamente nesta essência, mas também apresentado de forma direta coisas antigas remodeladas, design ultrapassado mas fez história e é reaplicado, design moderníssimo mas inspirado no passado, e por aí vai… vale a pena conferir em: http://www.dinosaursandrobots.com





B&O Lab – Design Dinamarquês

25 06 2008

A  é uma empresa diferenciada e ímpar.

Comumente conhecida como B&O, ela se destaca não só pelos produtos de áudio e vídeo com design único e exclusivo, mas pela maneira como eles são idealizados e produzidos.

O time de designers desta empresa dinamarquesa é liderado por David Lewis, um inglês de 69 anos que está à frente da equipe há cerca de 20 anos, e é repsonsável por alguns de seus mais conhecidos produtos.

O curioso é que ele, assim como todo o restante do time não trabalha na empresa. Ou seja, todos trabalham remotamente, porém de maneira muito integrada e focados na inovação do design em seus produtos.

Assim, todos os projetos de novos produtos são enviados para a B&O via web, diretamente para o time de engenheiros, que tem a principal função de descobrir como irão acoplar os dispositivos eletrônicos (como falantes, twiters, botões, telas, placas, entre outras) no corpo projetado pelos designers.

Veja esta estrevista que David concedeu ao The Wall Street Journal, onde ele conta com detalhes como funciona este e outras características deste processo:
http://online.wsj.com/article/SB121372804603481659.html?mod=2_1585_leftbox

E por falar em inovação, o produto que me chamou a atenção para conhecer esta empresa e produzir este post foi o Beolab 5, um moderno sistema de som stereo que é composto por uma série de falantes, twiters, entre outros componentes, gerando assim uma experiência única para o usuário.

Olhando assim por cima, a primeira impressão que tive é que o Beolab 5 me lembra um totem japonês, algo como um samurai. Ele pode produzir som stereo com frequência de 20Hz a 20000Hz.

Para acessar o site da B&O, e conhecer melhor toda a linha de produtos desta empresa, basta clicar na imagem abaixo, ou então acesse a URL a seguir e conheça diretamente o Beolab 5: http://www.bang-olufsen.com/page.asp?id=40

Observação: a B&O tem lojas e escritórios de representação no Brasil, sim, nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro. Confira os detalhes no site.